Postagens populares nos últimos 30 dias

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Língua Portuguesa: O Professor Sergio Nogueira é o Destaque de Hoje no Estúdio I



Professor Sergio Nogueira é o Destaque de Hoje no Estúdio I


Como sempre o Estúdio I arrasa pois sempre são inúmeros temas abordados e sempre de forma precisa, sempre olhando sob diversos prismas.

Inúmeras indagações pois grafia e gramática é algo que sempre há dúvidas. Eu mesmo fiz a minha: "Personagem", qual o gênero?

Outro telespectador no mesmo minuto também o fez; e depois, uma página antes, alguem também o fizera.

Não vi se já respondeu pois minha Princesa Bielle veio me mostrar umas bonequinhas para eu escolher a mais bonita.

Os temas hoje, além do excelente Professor Sergio Nogueira, versaram sobra:

a) aviação civil, com a possibilidade de abrir o mercado para empresas da américa latina em operar vôos internos. A princípio fiquei temeroso, pois muita sucata dos Estados Unidos são vendidas para empresas de países pobres, e pobre é o que não falta na América Latina. Mas um internauta veio com o link sobre a TAM e a GOL, ou melhor, o Brasil ter a 4.ª posição no ranking da aviação civil mais insegura (jan-2011).

b) passou pela educação infantil, o "por limites", e o perigo de se fazer tudo sem impor limites, não deixá-los ser tiranos, déspotas, nem tratá-los como se fossem REIS. Insight frances ratificou, com a corrspondente na França e o tema de Le Observatour, sobre crianças que mandam nos pais.

Concordo com impor limites, mas nunca deixará de ser Princesa, minha Princesa Bielle Tenterrara. Afinal sempre foi e é muito bem educada, é a essência melhor, de minhas sementes, pois não cometi nenhum dos erros que cometi com as minhas três primeiras filhas.

Flávio Canto, owner de Academia Fisica apartou: "-- Judô neles!" E tem razão. No momento onde os pais são ausentes nada melhor que um pouco de disciplina.

Maria comentou que os filhos passaram do total ostracismo, pois antigamente ficavam calados à mesa, e no lar, e sem meio termo, passaram a ser endeusados.

Alguém comentou que tal fato deve-se ao controle da natalidade, pois antes os filhos nasciam a balde, e hoje são planejados, e quando vêm, vêm desejados, logo, repleto de mimos. Excelente conclusão.

c) O Professor respondeu dezenas de dúvidas e, lógico, impossível responder a todas as dúvidas.

Seria interessante que as respostas viessem depois, ao estilo do que ocorreu com o tema de ontem sobre o bug do Java, e a recomendação de desistalar, onde Ronaldo Lemos abriu uma página
http://g1.globo.com/globo-news/estudio-i/platb/2013/01/16/ronaldo-lemos-responde-sobre-java/
apenas para responder algumas indagações que não foram respondidas no curto tempo do programa Estúdio I, e a última resposta foi para a minha indagação de como desinstalar o Java, que indaguei ontem, já próximo ao final do programa, e onde muito bem satisfez, indicando o link que faz a desisntalação, e respondeu plenamente as indagações anteriores. Acessa o link acima que você vê [lê] os esclarecimentos de Ronaldo Lemos.

Retornando ao Estúdio I de hoje, Maria, para nos por de castigo, veio de calça jeans. Ah! Minha boca! Ficamos desolados.

No item "língua portuguesa":

Ambas as formas são corretas:

Catorze e Quatorze
Cota e Quota
Cotidiano e Quotidiano
Todos os vocábulos com "QUO" ou "QUA", estarão corretas também se escritas com "CO" ou "CA",
o que não abrange os vocábulos com "QUE", os quais somente estarão corretos com o "QUE", mesmo, ao exemplo de "cinquenta".


Antárctica para o continente e região
e Antárctica e Antartida para o continente

Antárctica é Anti-Artica
Ártica é terra dos ursos, logo, região norte;
e Antárctica, terra onde não há ursos, por isso urso não devora pinguim, brincou o Professor Sergio Nogueira.

Alertou que o portugues e o espanhol são línguas essencialmente paroxítonas, e que as proparoxítonas são exceção, e ante a evolução, língua viva, muitas proparoxítonas vêm a se transformar em paroxítonas, por facilitar o falar, e ficam corretas as duas formas, a exemplo de:
... (esqueci os exemplos comentados)

Porém não ocorre o inverso, ou seja, as paroxítonas nunca se transformam em proparoxítonas, pois é o caminho inverso de facilitar o falar e a evolução se dá sempre pelo caminho mais fácil.

Qual o correto: Rubrica ou Rúbrica?
Por exemplo "rubrica" com sílaba tônica no BRI, nunca ficará com a sílaba tônica no 'RU".

Qual o correto: Cinquenta ou Cincoenta?

"Cinquenta", só está correto com o "QUE" (agora, também, sem o trema); Nunca com "COE".

Após várias outras indagações respondidas o Estúdio I de hoje, 17 de janeiro de 2013, findou com a apresentação de um ensaio de um pequeno bloco de carnaval de nome "As Mulheres de Chico", onde umas cinco ou sete meninas-moças fecharam o programa cantando Chico Buarque, em locação ao lado do mar. Saudade que deu!

A música que cantaram é muito linda, o que não é mistério, pois de Chico Buarque não há semente que não seja. Meus neurônios, porém, esqueceram o título da música.

Adiante, para deleite, a 4.ª página de comentários ao programa de hoje, onde a última dessa 4.ª página foi a indagação de André Galtier, que é válida para mim, também, e que -- parece -- não foi respondida.

Creio que a resposta seja que o vocálobo "personagem", a princípio é do gênero feminino, mas considerando a evolução da língua, e a impossibilidade do povo em referir-se ao gênero correto, tanto será feminino ou masculimo, a concordar com o fato da personagem representada ser masculina ou feminina. Se for homem, fala: "-- O meu personagem..."; Se for mulher, "-- A minha personagem!". Confesso que continuo considerando o vocábulo "personagem" do gênero "feminino", mas não adianta bater em ponta de faca (o povo, o verdadeiro dono da língua falada), e deveremos aceitar ambos os gêneros, apenas e tão-somente por conta da evolução das palavras estar sempre ocorrendo.

Abraço,
by



Dúvidas de português no Estúdio i


qua, 16/01/13

por cristina.caldas |
categoria Sem categoria

Nesta quinta-feira Maria Beltrão recebe a visita do professor Sergio Nogueira para tirar as dúvidas de português dos nossos internautas. No sofá também vão estar os comentaristas Flávia Oliveira, Artur Xexéo e Flávio Canto. Participe e mande a sua pergunta por aqui! E não se esqueça: o Estúdio i começa às 14h.

112 Comentários para “Dúvidas de português no Estúdio i”

Páginas: « 1 2 3 [4] 5 6 »
  1. 53
    Maria Augusta Ribeiro - Belicosa:
    Boa Xará,
    A minha duvida é se temos subsídio com som de S ou Z?
    Pois a bronca nos noticiários fica por conta dessa palavrinha que pronunciam dos dois modos.
    Abraços a Todos e ótima tarde!
  2. 54
    maria helena:
    Gostaria que o professor Nogueira me esclarecesse se em siglas, por exemplo, ASU ,como devo pronunciar: o “S” com som de esse ou de z??
  3. 55
    Rudnei Joaquim:
    Boa tarde Maria e a todos do estudio i, é correto falar “a pen drive”? Pois um colega de mestrado “Angolano” usava o artigo para indicar “o pen drive” no feminino. qual é o certo? Já que pen em ingles é caneta!
    Beijão…
  4. 56
    Alexandre Pereira:
    Realmente a palavra ship (navio em inglês) é feminina no que tange sentimento. Tanto que determinados navios são chamados de queen of the seas, o mesmo ocorrendo com determinados aviões como o Boeing 747 que por vezes é chamado “the queen of the skies”.
  5. 57
    Eduardo Marins:
    Olá Maria, sou Eduardo Marins, repórter e estudante de jornalismo, adoro seu programa, sempre que posso acompanho, os temas discutidos hoje estão excelentes, principalmente o da aviação.
    Para o professor tenho uma dúvida:
    A palavra dó, ela é masculina ou feminina?
    Uma vez minha ex-chefe, diretora de jornalismo de uma emissora que trabalhei me corrigiu na minha expressão, que creio que muitos dizem:
    “Ah me dá uma dó do animal estar ferido.”
    Ela disse que o correto é:
    “Ah me da um dó”. (dó é masculino)
    Obrigado, e boa tarde a todos.
  6. 58
    Kelly (Lajeado - RS):
    Boa tarde!
    Gostaria de saber se o termo bichano só deve ser usado quando queremos nos referir a gato.
    Obrigada
  7. 59
    Daniel Rocha:
    Flavia, qual a sua análise da evolução da fiscalização da agência que regula a aviação civil no Brasil desde a sua criação? Ela ainda é fictícia? Você acha que o fato de hoje o Brasil ter 3 grandes companhias aéreas de grande porte e não mais duas como sempre foi representa uma evolução?
    Daniel Rocha
    Campo Grande/MS
  8. 60
    Leo Dangelo:
    Gostaria que o Flávio Canto comentasse sobre incentivo a esportes que não atraem milhões como o futebol no Brasil.
  9. 61
    Melcilei Lacé:
    Boa Tarde,
    prof. Sérgio tenho dúvidas em: as palavras alface e grafite são do gênero masculino ou feminino. E personagem qual o gênero. Ouço muitos atores falarem” minha personagem.”.
    Obrgigado,
    Melcilei
  10. 62
    Eduardo Marins:
    Olá Maria, sou Eduardo Marins, repórter e estudante de jornalismo, adoro seu programa, sempre que posso acompanho, os temas discutidos hoje estão excelentes, principalmente o da aviação.
    Para o professor tenho uma dúvida:
    A palavra dó, ela é masculina ou feminina?
    Uma vez minha ex-chefe, diretora de jornalismo de uma emissora que trabalhei me corrigiu na minha expressão, que creio que muitos dizem:
    \"Ah me dá uma dó do animal estar ferido.\"
    Ela disse que o correto é:
    \"Ah me da um dó\". (dó é masculino)
    Obrigado, e boa tarde a todos.
  11. 63
    Adriana garcia valle:
    Boa tarde a todos, acho o prof. Fantástico! Nossa língua é cheia de pegadinhas, e pediria para que ele explicasse a diferença de EXPEDIENTE e ESPECIFICO existe alguma regra para aplicar o X e o S das palavras?
  12. 64
    Dennis:
    Boa Tarde,
    O problema da aviação são os autos custos em DOLAR (combustivel e leasing) – que está muito alto – e a receita em real.
    AEROPORTOS sucateados elevam os custos das operações aéreas.
    ANAC e INFRAERO ineficientes, onde não há tecnicos trabalhando, somente políticos nomeados pela partido da presidencia.
    Isso é o que precisa mudar.
    No mais, nenhuma empresa estrangeira irá se submeter aos custos da aviação no Brasil, tendo receita (das passagens) em real!!!
  13. 65
    Marcos Siva:
    (Em off) não gostei da sua roupa hj ontem estava melhor – sem querer ser vulgar, o câmara mem é generoso vc de corpo e mostra a beleza da suas pernas. Se vc não gostou, basta dizer que não gostou
    A pergunta (em aberto)
    Quanto ao professor Sérgio Nogueira, qual o dicionário que ele recomenda, que seja confiável, com a nova ortografia do português.
  14. 66
    Agnes:
    Navios, naves, astronaves recebem tradicionalmente nomes de mulheres.
    Quando se fala sobre eles não se usa o pronome IT, mas SHE. tradição das “companheiras” dos viajantes!
    Abs
  15. 67
    Doris (POA):
    Oi, Maria … Boa Tarde … Xexéo, Flavia e Flavio e grande Professor Sergio !!! Dúvidas sempre mas sem perguntas … para mim é acroba falado aberto, acentuado o “o” na fala e ñ no escrito !! As Gurias usando Lindos sapatos !! Maria te assisto numa TV 42′ ñ imaginas como esta blusa ou camisa branca veste bem e te deixou fininha :) Bjs pra Tds
  16. 68
    Maria Flávia Horta barbosa:
    Olá boa tarde
    O presidente está ok, mas a presidenta é horrível.
    Beijos
  17. 69
    Gustavo Espeschit:
    Prezada Maria/Prezados amigos
    Adorei que a minha resposta sobre o acento diferencial tenha sido respondida.
    Realmente eu estava em dúvida.
    Agora eu não disse o exemplo do parar de falar besteira! ( Risos ). Ficou mesmo parecendo no contexto que o professor não para de falar besteira.
    Somente uma brincadeira.
    Agradecimentos desde já.
    Gustavo
  18. 70
    Jeronimo Madureira:
    Querida Maria, é comum ouvir repórteres, incluisive da Globo, falarem: “Fulano não corre risco de vida”. Gostaria que o Professor Sérgio esclaressesse sobre isso.
    Bj!
    Jeronimo Madureira, seu fã número 2.
  19. 71
    Camila Verçosa:
    Amo o Estudio i temas pertinentes e informação de qualidade!
  20. 72
    André Galtier:
     
  21.  
  22. Oi Maria, boa tarde.
    Temos uma pergunta ao Professor Sergio Nogueira.
    Temos considerado que o vocábulo “personagem” é feminino
    por conta de derivar de pessoa, persona…
    e que não se deve dizer “o” personagem, mas “a” personagem,
    do mesmo modo do vocábulo “criança”.
    Esse nosso entendimento tem fundamento?
    E gênesis, também é feminino, certo?
    Um tempo escrevi “o” gênesis, e me corrigiram.
    Obrigado.
    André, Fortaleza, CE
Páginas: « 1 2 3 [4] 5 6 »

Veja as demais páginas, clicando no número correspondente, de 1 a 6, acima.

Ao findar, Maria informou o tema de amanhã: "Viver Sozinho... ou nÃo!"


Outro abraço.
by


Google Translate: Dos Russos aos Magistrados Gregos da Lacônia